UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

segunda-feira, 9 de maio de 2011

isso que ja-mais nem menos será e-mail...


isso
q
ja'
+
nem
-
será
e'mail
pq é
c 'AR' ta
!





"... tinha suspirado,
tinha beijado o papel devotamente!
Era a primeira vez que lhe escreviam 
aquelas sentimentalidades,
e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso 
que saía delas,
como um corpo ressequido 
que se estira num banho tépido;
sentia um acréscimo de estima por si mesma,
e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante,
onde cada hora tinha o seu encanto diferente,
cada passo condizia a um êxtase,
e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!"


***






Nenhum comentário:

Postar um comentário