UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

...acontecer de eu ser gente...



!
A
  Con
te
Cer
d'eu 
S
E
R
(G) ' En'te
e
(G) '
en
te
é
ou'
tr
A
L
E
[GR]
I
A
!?
diferente
da'
s
3
las
!


"...De onde nem tempo, nem espaço
Que a força mãe dê coragem
Prá gente te dar carinho
Durante toda a viagem
Que realizas do nada
Através do qual carregas
O nome da tua carne..."










Nenhum comentário:

Postar um comentário