UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

segunda-feira, 9 de maio de 2011

!isso q'é abismo sem fundo ad-mirando abismos...




*
● em tudo ha uma ●
● promessa de mais ●
● tempo ●

...● mas não ha tempo ●
● nem coisa alguma ●
● nesses rios ●

● violentos do viver ●
● onde nada ●
● segundo a segundo ●

● perdura e ●
● tudo de tudo se ●
● desfaz e ●

● se refaz sempre ●
● outro e mais ●
● sempre mais ●

● fome de desejo ●
● abismo sem ●
● fundo ad ●

● mirando abismos ●
● segundo sem ●
● segundos ●
*
*Alberto Lins Caldas*
 

Um comentário:

  1. Parabens, mocinha. A pintura e a imagem se fundem de forma magnifica. Gerard

    ResponderExcluir