UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

sábado, 19 de março de 2011

In Corporea Mente * In Corporea Mão




*
● teus olhos abertos ● teus olhos devoram ●
● tua boca tua pele ● disposta sobre a pele ●

...● teus sonhos teu sexo ● esse nada q é tudo ●
● a gula q se move ● isso q se molha e arde ●

● as roupas os sapatos ● a cama infinita ●
● isso q se procura ● e mais e mais se quer ●

● o q toca e passa ● e entre linguas deixa mudo ●
● liberto do corpo ● se torna mais corpo ●
*
Alberto Lins Caldas






Nenhum comentário:

Postar um comentário