UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

assim, onde todos verdes mistérios voam




entr'e 
pe-da-ços d'e(n)-cantos e margens, 
hum oceano seh forma 
com arestas cristalinas das pontas d'estrelas 
y
miríades d' moléculas d' pensamentos
de "(a)lados" de cá e de lá
,as-sim, 
ond'e
tod'os verdes mistérios voam 
hem ond'as azuis 
até o amarelo 
y
dizem q'ue os olhos brilham

Roberta A y Mar

Nenhum comentário:

Postar um comentário