UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Krishnamurti!


Krishna Homem... Krishnamurti!

Tecido Vivo de Liberdade



2 comentários:

  1. Eis aqui uma das mais belas paisagens dessa estrada chamada vida, imagem pela qual passamos infinitamente.

    Foi uma felicidade encontrar Krishnamurti aqui em seu endereço!!!

    ResponderExcluir
  2. Palavras-Movimento!
    Palavras-Vida!
    Palavras-Arte!
    Palavras-Cúmplice!
    Palavras-Ação!

    Seja benvindo ao Tecido Vivo!

    ResponderExcluir