UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Antígona



Antígona

Privada de tálamo, privada do Himeneu!


Ἀντιγόνη


"Ó meu túmulo e meu tálamo nupcial, 
ó lar cavado na rocha que me guardarás prisioneira para sempre! 
Para aí avanço para o encontro dos meus..."


 Édipo e Antígona


"Hesito ao olhar o portento divino, mas, se eu sei, 
como negar que esta jovem é Antígona?
Do desgraçado Édipo, ó filha, que aconteceu?
Ah! Não te trouxeram porque as régias leis infringisses 
e por louca te prendessem?




Αντιγόνη εμπρός στο νεκρό Πολυνείκη 



Antígona e o Morto Polinice - Nikiforos Lytras, 1865, National Gallery and Alexander Soutsos Museum, Atenas, Grécia.







"A teimosia merece o nome de estupidez.
Anda, cede diante do morto 

e não batas num cadáver.
Qual é a valentia de matar de novo quem já morreu?"



"É bem claro.
Indômita é a descendência, de indômito pai nascida. 
Não aprendeu a curvar-se perante a desgraça."
(Creonte)






Antígona

versão para a 7ª Arte, 1961





Nenhum comentário:

Postar um comentário