UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

sábado, 4 de dezembro de 2010

"O mal que os homens fazem, aos homens sobrevive..."


"O mal que os homens fazem, aos homens sobrevive; 
o bem, quase sempre, com seus ossos se enterra."  
(William Shakespeare in "Julius Caesar")



The ghost of Caesar taunts Brutus about his imminent defeat. (Copperplate engraving by Edward Scriven from a painting by Richard Westl: London, 1802.)


Nenhum comentário:

Postar um comentário