UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Monteverdi - "Si dolce è'l tormento" (Accordone)

2 comentários:

  1. Não imagina como estes acordes de Monteverdi me tocam - Eu que andei perdido numa frágil piroga 38 duas nos mares do Golfo da Guiné - Quando a angústia, por tão constante, o sofrimento por tão intenso e prolongado, se transformava em doce contentamento

    Eu transcrevi um excerto dos versos - Não tenho a certeza de foram traduzidos por este blogue, que aparece lá citado - Eu referi-o - Mas não ao linke onde foram transcritos, dada a existência de um vírus.
    Os meus parabéns - O seu blogue está muito bem conseguido

    ResponderExcluir
  2. Sei de tudo isso que falas.
    Na angústia navego... às vezes ao mar, às vezes numa única gota d'água!
    ...
    No TECIDO VIVO és benvindo!
    Alvíssaras!

    ResponderExcluir