UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

sábado, 29 de janeiro de 2011

A Revolta


A Revolta 
(Clarice Lispector)

"Quando tiraram os pontos de minha mão operada, 
por entre os dedos, gritei.
Dei gritos de dor e de cólera, 
pois a dor parece uma ofensa a nossa integridade física.
Mas não fui tola. Aproveitei a dor 
e dei gritos pelo passado e pelo presente.
Até pelo futuro gritei, meu Deus."



Nenhum comentário:

Postar um comentário