UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

...Abertos em sorrisos de espuma onde as velas fogem...

 
A Garrett McNamara...
Que doma nos pés sorrisos de espuma.
 Ao poeta Manuel Bandeira que tanto me inspira.
Ao Filósofo Gaston Bachelard.
E a todos que como eu são do Ar e do Mar.

...Abertos em sorrisos de espuma
onde as velas fogem
como garças longínquas no ar...
*Manuel Bandeira*












...Abertos em sorrisos de espuma onde as velas fogem...
 











Nenhum comentário:

Postar um comentário