UNS VÃO À PRAIA. EU VOU AO MAR. PORQUE SOU DO MAR... O MAR, AOS QUE SÃO DO MAR: ODOYÁ! ODOYÁ!
Aquários de tubarões não inundam os meus pés. Só quero o vômito da minha própria vazante. Porque, sou Roberta Aymar...
TECIDO VIVO!

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Enquanto estamos (intencionalmente?) distraídos...









Enquanto nós dormimos, comemos, amamos, odiamos, nascemos, outras séries de "ocorrências fenomenológicas" acontecem a cada instante, 
sem ao menos nos darmos conta... 
São assim os intemperismos físico-químicos 
a exemplo da influência do nitrogênio na produção de substâncias degradadoras do milonito por Cladonia substellata.
É PRECISO SABER VIVER? (!)